(1)

I João 3:16 “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos. O Evangelho de Cristo gira em torno de amarmos ao Senhor de todo nosso coração, de toda nossa alma, de todo nosso entendimento e ao nosso próximo como a nós mesmos. Então, uma das formas que podemos manifestar o nosso amor ao Pai é amando o nosso próximo. Você acha mais fácil amar a quem você está vendo ou a quem você não ver? Muitas pessoas têm falado que amam Jesus, porém não estão amando aqueles que estão ao redor. Na sua opinião, de que formas podemos exercer nosso amor ao próximo?

(2)

Lucas 10:25 “E eis que certo homem, intérprete da Lei, se levantou com o intuito de pôr Jesus à prova e disse-lhe: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Então, Jesus lhe perguntou: Que está escrito na Lei? Como interpretas? A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Então, Jesus lhe disse: Respondeste corretamente; faze isto e viverás. Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo? Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo. Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo. Certo samaritano, que seguia o seu caminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes óleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. No dia seguinte, tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu to indenizarei quando voltar. Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo.” Na sua opinião, qual característica diferenciou o samaritano das outras pessoas? Então, o que você acha que precisamos ter para ajudar alguém que precisa?

(3)

1) Como a ti mesmo. Muitos têm perdido o amor próprio, ou seja, não têm se importado com sua própria vida. Quanto menor for o nosso padrão de amor próprio, menor será nosso padrão de amor pela igreja. Precisamos dar atenção à nossa vida, e isso inclui à nossa saúde, à nossa saúde espiritual e saúde emocional. Para amar uma pessoa precisamos estar vivos. Você quer amar ao próximo? Então, comece amando a você mesmo. Precisamos nos lembrar dos momentos de dor que já passamos para que isso nos ajude a ter compaixão dos que estiverem em momentos de dor. Amar ao próximo fala de abrir mão dos nossos direitos e conforto para beneficiar ao outro. Na sua opinião, como podemos cuidar melhor da nossa vida para que possamos cuidar daqueles que necessitam de nossa ajuda?

(4)

2) Compadecer-se. Compadecer-se é a maravilhosa capacidade que o Pai deu ao homem de sentir a dor do outro e sua necessidade. Um grande assassino da compaixão é a mudança repentina de sentimentos. Por exemplo, quando assistimos ao telejornal uma notícia triste é anunciada, porém, logo depois, acontece uma repentina mudança de notícia, e algo mais alegre é anunciado. Os telejornais não nos dão tempo para digerir e orar por uma situação, com isso acontecimentos tristes acabam sendo banalizados e nossa compaixão morre. Na sua opinião, de que forma podemos exercer a nossa compaixão?

(5)

3) Seu próprio animal. O samaritano seguiu a pé por que tinha outra pessoa no seu próprio animal. Precisamos colocar o que é nosso a serviço do nosso próximo. O amor sempre vai nos fazer renunciar algo. Na sua opinião, naquilo que pertence a você, o que você pode colocar a serviço do seu próximo?

(6)

4) Cuida deste homem. Precisamos garantir que aquilo que não podemos fazer, outra pessoa fará. 5) Quando voltar. Devemos ter compromisso com aquilo que começamos, garantindo que vamos concluir. Um amor que não se compromete não é amor. Tiago 2:14 “Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode, acaso, semelhante fé salvá-lo?” Nosso próximo é qualquer pessoa que seja digna de compaixão ao nosso redor, por isso quando o nosso coração se compadecer por alguém jamais devemos achar que nossa atitude, por mais simples que seja, não pode fazer a diferença na vida dela. Muito pelo contrário, aquilo que fizermos por amor ao nosso próximo vai ajudar a mudar a situação na qual ele se encontra.

(Conclusão)

Nunca devemos calar a voz da compaixão que o Senhor coloca dentro de nós. Nós somos a luz do mundo, por conta disso precisamos ser o reflexo de Cristo pelas ruas. Nossa atitude de compaixão pelo próximo pode ser um abraço, uma palavra de ânimo, uma ajuda financeira e etc. Se amarmos ao Senhor sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos, teremos a vida eterna e nisso se resume a lei dos profetas.

(Palavra da oferta)

Com o que você acha que Deus mais se importa? A resposta é: Conosco. Toda a estrutura do local que estamos reunidos foi feita para nós e para alcançar os perdidos. Aquilo que você traz ao Senhor sempre é revertido para servir pessoas.