(1)

Muitas pessoas colocam de um lado da balança o amor pela causa de Cristo e do outro as experiências negativas. Porém, nunca colocariam o Senhor de um lado da balança para concorrer com qualquer outra coisa, pois, para elas, Ele está acima de tudo. Precisamos atentar para o fato de que a causa de Cristo não pode ser separada de Cristo, mas experiências negativas, por causa da causa de Cristo, são tão fortes que pensamos em desistir. Na sua opinião, que atitudes podemos ter para não deixarmos as experiências negativas definirem quem somos em Cristo Jesus?

(2)

Jeremias 20:9 “Quando pensei: não me lembrarei dele e já não falarei no seu nome…”
Algumas vezes, não apenas pensamos em desistir, mas desistimos. Quando isso acontece começamos a experimentar uma das piores coisas que um cristão pode experimentar: a sequidão espiritual, ou seja, a falta da unção. Quando aceitamos a situação de não negar Jesus, mas abandonar a sua obra, a chama acesa em nossos corações se apaga. Na sua opinião, como podemos deixar a chama de amor pelo Senhor e pela Sua obra sempre acesa em nossas vidas?

(3)

1) A unção tem um propósito. Lucas 4:18-19 “O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor.” Atos 10:38 “como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele;” A unção se relaciona com aquilo que fazemos para o Senhor. Enquanto Cristo andou por essa terra, Ele se dedicou a curar pessoas, a libertar os oprimidos. Com isso, podemos ver a unção de Jesus por causa daquilo que Ele fazia.

(4)

2) O Espírito Santo é um rio. João 7:38-39 “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva. Isto ele disse com respeito ao Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito até aquele momento não fora dado, porque Jesus não havia sido ainda glorificado.” O Espírito Santo é um rio de águas vivas. Começamos a ter problemas quando queremos que o Espírito Santo seja nosso "açude particular". Seremos cheios do Espírito Santo se o deixarmos fluir de nós, assim, aquilo que no mundo está morto voltará a ter vida. Ezequiel 47:11 “Mas os seus charcos e os seus pântanos não serão feitos saudáveis; serão deixados para o sal.” A voz do Senhor é como voz de muitas águas. Na sua opinião, como permaneceremos cheios do Espírito Santo?

(5)

3) O amor está em guardarmos seus mandamentos. Salmos 119:127 “Amo os teus mandamentos mais do que o ouro, mais do que o ouro refinado.” I João 5:2-3 “Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus: quando amamos a Deus e praticamos os seus mandamentos. Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos.” João 14:21 “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele. Amar a Deus e obedecer seus mandamentos são sinônimos.” A Bíblia é bastante clara quando fala que se amamos ao Senhor, obedecemos aos seus mandamentos. Filipenses. 3.8-11 (Abrir e Ler). No texto, observamos que o Apóstolo Paulo declarou por perda todas as coisas para ganhar a Cristo. Ter o conhecimento de Cristo era melhor que tudo. Se quisermos ver a manifestação de Jesus em nossas vidas, devemos guardar seus mandamentos. Se dissermos que amamos ao Senhor e pararmos de fazer a Sua obra, isso se tornará uma sequidão para nós. Na sua opinião, como podemos demostrar que amamos ao Senhor Jesus verdadeiramente?

(Conclusão)

Jeremias 20:9 “Quando pensei: não me lembrarei dele e já não falarei no seu nome, então, isso me foi no coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos; já desfaleço de sofrer e não posso mais”. Jeremias estava decepcionado, porém não aguentaria ficar calado. Ainda que falar o levasse para a prisão, ele não podia deixar de falar. Mesmo com todas as experiências ruins que possamos ter vivenciado, algo muito forte não nos deixa ficar parados. Isso é o chamado de Deus. Precisamos deixar que o Rio de Deus flua de nós para as outras pessoas. Assim, Deus se manifestará poderosamente através das nossas vidas. Não podemos calar a nossa voz, pois o Senhor nos ungiu para um propósito. Precisamos deixar o Espírito Santo Fluir.

(Palavra da oferta)

Você sabe como a oferta funciona? É como o Espírito Santo, ou seja, precisamos deixa-lo fluir. Assim, nada vai nos faltar.