(1)

Gênesis 38:8-9 “Então, disse Judá a Onã: Possui a mulher de teu irmão, cumpre o levirato e suscita descendência a teu irmão. Sabia, porém, Onã que o filho não seria tido por seu; e todas as vezes que possuía a mulher de seu irmão deixava o sêmen cair na terra, para não dar descendência a seu irmão.” Como vimos na semana passada, Onã não estava disposto a honrar sua responsabilidade de gerar descendência ao seu irmão falecido. Sua atitude constituía uma desonra para seu pai, para Tamar e para o Senhor. Onã estava interessado apenas no prazer, deixando completamente de lado o propósito.
Na sua opinião, que atitudes podem nos levar a viver os propósitos de Deus para nossas vidas?

(2)

1) Onã, o forte. Existe alguma montanha que podemos escalar para chegar ao céu? Existe algum dinheiro ou bem que pode nos livrar do inferno? Existe alguma maneira de subornar a Deus? O nome Onã significa “o forte”. Existem muitas pessoas que são como Onã, ou seja, querem fazer tudo pela força do próprio braço. Muitas vezes, dão jeito para tudo, passando por cima de tantas situações que, de alguma forma, isso as faz pensar que conseguirão dar um “jeitinho” de entrar na vida eterna com o Pai. Na sua opinião, por que tantas pessoas preferem confiar na força do seu próprio braço do que depositar toda sua confiança no Senhor?

(3)

Algumas pessoas começam a ficar soberbas por que, mesmo fazendo tudo sozinhas sem depender de Deus, as coisas dão certo. Assim, começam achar que tudo está bem, e que nunca colherão os frutos de suas escolhas. A bíblia diz que Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Podemos até tentar esconder nossas atitudes das outras pessoas, mas do Senhor é impossível. Hebreus 4:13(Abrir e Ler). Como você gostaria de ser reconhecido diante das pessoas e diante de Deus?

(4)

2) Mordomia é o nosso estilo de vida. Mordomia nos fala de vivermos uma vida que não é nossa, ou seja, somos mordomos do Senhor e cuidamos do que é Dele. I Pedro 4:10 “Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.” Precisamos sair de todo egoísmo, parar de pensar apenas em nós mesmos e aprendermos a repartir. A relação de Onã com Tamar era totalmente egoísta. Ele não considerava a desonra que era para Tamar não poder gerar uma descendência. A vida da igreja tem que ser contrária ao egoísmo. Precisamos servir uns aos outros em amor. Mateus 25:45-46(Abrir e Ler). Se tudo o que temos vem do Senhor, o que poderíamos fazer para servi-lo melhor?

(5)

Lucas 16:1-2 (Abrir e Ler). O castigo eterno é para aqueles que não servem, ou seja, que vivem uma vida egoísta. Foi dessa forma que Onã se comportou. Por conta disso, seu destino foi muito triste. Gênesis 38:10 “Isso, porém, que fazia, era mau perante o SENHOR, pelo que também a este fez morrer.” A mordomia nos ensina que estamos em um mundo que não é nosso, em um corpo que não é nosso, com pessoas que não são nossas e com recursos que não são nossos. Assim, teremos que prestar contas com o Dono de tudo. Quando chegarmos naquele grande dia, no qual haveremos de prestar contas com o nosso Senhor, que estilo que vida você gostaria de ter vivido nessa terra?

(6)

3) Desenvolvendo a nossa salvação. Você gostaria de ser chamado de egoísta? O problema é que somos egoístas. Precisamos encarar os fatos e reconhecer que precisamos de mudança. João 13:14-15 (Abrir e Ler). Servir uns aos outros é uma atitude que devemos ter todos os dias. O Senhor já nos ensinou como fazer, precisamos apenas colocar em prática. Na sua opinião, de quais formas podemos servir as outras pessoas?

(7)

Filipenses 2:12-13 “Assim, pois, amados meus, como sempre obedecestes, não só na minha presença, porém, muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.” Não alcançamos a salvação apenas levantando nossas mãos. Precisamos, dia após dia, vivermos e nos comportarmos como aqueles que carregam o Nome de Jesus. Podemos até nos acharmos incapazes de permanecermos fieis ao Senhor, mas a Bíblia nos traz uma realidade totalmente oposta: 2Coríntios 12:9-10 (Abrir e Ler). Na sua opinião, como o poder de Deus pode se aperfeiçoar nas nossas dificuldades?

(Conclusão)

Quando nos tornamos pessoas totalmente dependentes de Deus, aquilo que mais temos dificuldade de realizar, se torna aquilo que fazemos melhor. Então, não podemos nos achar fortes como Onã, pois somos mordomos do nosso Deus. Tudo que temos é Dele. Podemos fazer muitas coisas na nossa vida, como trabalhar e estudar, porém não foi apenas para isso que o Senhor nos criou. Nós temos um chamado em Deus. Precisamos desenvolver a nossa vida com temor e tremor, assim, em tudo que fizermos, Deus irá nos abençoar.

(Palavra da oferta)

Mordomia é um estilo de vida. Somos mordomos do Senhor, por isso cuidamos do que é Dele. Nossos recursos são do Senhor. Assim, devemos sempre perguntar a Ele como podemos servi-lo melhor com os nossos bens.